Narrar dados ao invés de apenas mostrá-los

Narrativa de dados ao invés de apenas visualizações

Cada vez mais os dados se tornam importantes para definição das estratégias empresariais. Narrar dados ao invés de apenas mostrá-los está abordado como uma das dez tendências em analise de dados para os próximos cinco anos (Gartner, 2020).

Desenvolver painéis ou relatórios não será o mais importante, e sim contar a histórias dos dados. Os profissionais em todas as áreas das empresas, precisam pensar criticamente e saber como utilizar os dados dentro de seu contexto. A necessidade de gerar ações a partir de insights está relacionada a ações identificadas na narrativa de dados como resultado.

Painéis e relatórios serão criados cada vez mais automáticos.
Painéis e relatórios serão criados cada vez mais automáticos.

O consenso entre as empresas, que seguem uma cultura orientada a dados, é que há uma demanda por profissionais que compreendam de onde vêm os dados, qual a qualidade desses dados e como articular uma consulta eficaz.

A quantidade de tempo que os profissionais gastam desenvolvendo painéis será cada vez menor. O conhecimento gerado também contribuirá para uma automação do uso dos softwares de Self Service BI que geraram informações e insights a partir das perguntas feitas diretamente aos dados.

Benefício em narrar dados ao invés de apenas mostrá-los

Um dos benefícios de planejar e contar a história de dados é ao mesmo tempo que gera ações a serem implantadas, promove na equipe uma alfabetização em dados (Data Literacy). Desenvolver essas habilidades na equipe, promove uma base de linguagem compartilhada muito além das visualizações de dados.

Processo relacionado a Alfabetização de Dados em equipes. (Adaptado de Qlik Sense, 2020)
Processo relacionado a Alfabetização de Dados em equipes. (Adaptado de Qlik Sense, 2020)

Nesse novo contexto, a mudança em compreender a história dos dados significa para equipe, aplicar uma ação prática a partir dos objetivos propostos para tomada de decisão. Podemos elencar também quatro ganhos diretos em narrar dados ao invés de apenas mostrá-los:

  • Compreensão rápida do objetivo do público-alvo (interno ou externo)
  • Alinhamento de expectativas e resultados possíveis em relação aos dados disponíveis
  • Coerência na análise dos dados a partir de uma linha narrativa
  • Apresentar e indicar ações a partir dos insights

Autor: Stéfano Carnevalli é Data Storyteller e têm realizado pesquisas com tecnologias imersivas para apresentação de história de dados.

Leia também: Data Driven: data storytelling é o próximo passo

Cursos “Data Storytelling, planejando e contando a história dos dados”:

SYMPLA – cursos com aulas ao vivo e on demand

Udemy – Aulas gravadas com arquivos e exercícios práticos