Alfabetização de dados será decisivo para empresas data driven.

A alfabetização de dados será decisivo para empresas data driven, aquelas que orientam suas decisões com base em dados. Porém um grande desafio para estas empresas, será preparar seus colaboradores, para um ambiente de trabalho mais automatizado e orientado a dados .

Uma pesquisa recente da empresa Qlik, o Data Literacy: The Upskilling Evolution (Alfabetização de Dados: A Evolução da Requalificação), revelou que 35% dos funcionários pesquisados, mudaram de emprego nos últimos 12 meses, principalmente porque sentiram falta de oportunidades suficientes de capacitação e treinamento na empresa anterior. Isso foi constatado porque estes profissionais, mesmo qualificados em suas áreas de atuação, ainda sentem necessidade de uma compreensão maior sobre essa era dos dados.

O relatório revelou ainda que o rápido crescimento no uso de dados, está ampliando as aspirações dos colaboradores e ao mesmo tempo, transformando as práticas de trabalho. Na medida em que as organizações deixam de apenas consumir dados e percebem o seu potencial como produto, afeta os requisitos das habilidades dos diversos profissionais, independente do cargo ou área de atuação.

A alfabetização de dados, definida como a capacidade de ler, trabalhar, analisar e se comunicar com dados, passa a ser um conjunto completo de habilidades, cada vez mais buscadas no futuro ambiente de trabalho. No estudo, descobriu-se que os líderes empresariais e funcionários identificam que ter profissionais alfabetizados em dados será essencial para seguir com as estratégias data driven (empresas orientadas a dados).

Data Literacy soft skills
Data Literacy soft skills. Fonte: Carnevalli(2021)

Nas empresas orientadas a dados, os colaboradores usam de dados para a tomada de decisões duas vezes mais hoje, do que usavam há 5 anos atrás. Com isso os executivos dessas empresas, esperam que todos os integrantes da equipe possam ler, analisar e explicar como os dados influenciaram suas decisões.  

A demanda por habilidades em lidar com dados segue o ritmo acelerado com as tecnologias de Inteligência Artificial (IA). Embora a automação dos processos de análise e visualização de dados tenham também acelerado, os líderes empresariais, que participaram deste estudo do Qlik, acreditam que as práticas de trabalho dos funcionários se tornarão mais colaborativas com ferramentas inteligentes que apontam insights ou dados acionáveis.

As organizações estão aumentando seu treinamento em alfabetização principalmente para aqueles que trabalham em funções específicas relacionadas a dados (58%), como analistas e cientistas de dados. Apenas um em cada 10 oferece esse treinamento para profissionais de RH, finanças e marketing (12%, 11% e 10%, respectivamente), apesar de mais de dois terços dos funcionários que trabalham nessas funções afirmarem que a alfabetização de dados já é necessária para cumprir suas funções atuais (70%, 74% e 67%, respectivamente). 

Desafios para implantação de Data Literacy na organização
Desafios para implantação de Data Literacy na organização

Um dos cargos que podem surgir nas empresas nesse contexto, será o de alfabetizador em dados, ou mesmo um profissional do setor de recursos humanos com alta capacidade analitica, que irá coordenar esse processo e treinamentos na empresa.

A alfabetização de dados é fundamental para ampliar a colaboração no ambiente de trabalho, além de um relacionamento entre os profissionais, mas principalmente uma relação de aprendizagem entre humanos e máquinas.

A disponibilidade de dados é cada vez mais abundante, portanto, ser alfabetizado em dados trará mais consistência e rapidez na tomada de decisões. Um efeito imediato nesse processo das empresas, é que os profissionais, de diversas áreas, precisam adquirir novas habilidades (soft skills) para:

Fazerem as perguntas certas;
Compreender quais dados são úteis;
Interpretar os dados para obter resultados relevantes;
Testar e analisar hipóteses;
Criar visualizações de dados simples e de fácil compreensão para que lideres observem rapidamente os resultados;
Contar uma história de dados indicando ações que auxiliem as tomadas de decisões.

Treinamento 

Promover a cultura data driven nas empresas é algo que já acontece há alguns anos. Para consolidar o pilar de capacitaçãod e habilidades das equipes, a alfabetização em dados (Data Literacy) é o melhor caminho para garantir um rendimento de excelência nas ações e estratégias da empresa. E com isso obter vantagens competetivas a partir dos dados.


Compreenda a Jornada da Alfabetização em Dados, adquira e assista o workshop on demand no Sympla Play.

Stéfano Carnevalli é Data Storyteller e realiza pesquisas com tecnologias imersivas para apresentação de história de dados. É autor do Livro “Data Storytelling, planejando e contando a história dos dados” publicado pela Editora CRV. Atua também com orientação, mentoria e treinamento sobre alfabetização em dados (Data Literacy).

Livro Data Storytelling
Stéfano Carnevalli – Data Storytelling

Compre na AMAZON ou EDITORA CRV

Leia também: Data literacy, usando narrativa de dados para informações mais acessíveis

Cursos “Data Storytelling, planejando e contando a história dos dados”:

Treinamentos Corporativos

SYMPLA – cursos com aulas ao vivo e on demand

Udemy – Aulas gravadas com arquivos e exercícios práticos

Cursos e palestra para empresas envie uma mensagem para stefano.carnevalli@datastorytelling.com.br ou pelo linkedin