Data Storytelling é planejar, analisar e comunicar dados

Data Storytelling

A quantidade de informações geradas por relatórios a partir de dados aumenta a cada dia nas empresas. Com isso o desafio em transformar as informações em insights e ações práticas precisa cada vez mais de histórias de dados, principalmente por quê Data Storytelling é planejar, analisar e comunicar dados para agilizar a tomada de decisão.

Data Storytelling é planejar, analisar e comunicar

O Data Storytelling envolve diversas técnicas que auxiliam as equipes a planejarem, analisar e comunicarem os dados de forma mais efetiva. Pode ser aplicado em apresentações (em reuniões de trabalho por exemplo), desenvolvimento de dashboards ou infográficos.

Quando analisamos dados, compreender o objetivo é fundamental para identificar insights e apontar o que chamamos de dados acionáveis. O principio do planejamento do processo de contar uma história de dados inicia com a compreensão do objetivo do público-alvo (stackholders, gerentes, lideres, diretoria, clientes, alunos).

O público normalmente é quem solicitou algum trabalho em relação a determinada análise de dados. E na maioria das vezes, precisamos ajudar esse público a identificar qual o real objetivo, para que precisa das informações. Qual tomada de decisão terá a partir dos resultados?

Compreender o público-alvo

Planejar o Data Storytelling é um exercício constante, que precisa seguir etapas individuais e coletivas. E na velocidade das demandas cada vez mais rápidas, precisamos também realizar isso de forma ágil e assertiva.

Um dos primeiros trabalhos que desenvolvi de Data Storytelling, foi reorganizar uma série de indicadores, disponibilizados em mais de 10 dashboards para uma equipe de advogados. Na primeira reunião fizemos um levantamento de tomadas de decisão que aconteciam em relação a períodos (diário, semanal, mensal, anual). Curiosamente 95% dos indicadores dos dashboards contemplavam as necessidades para tomada de decisão.

O trabalho da equipe de análise de dados estava excelente, porém os dashboards precisavam ser reorganizados em uma sequência que contassem uma história de dados, para que os advogados (tomadores de decisão) pudessem visualizar as informações rapidamente.

Durante o planejamento foram elencadas as melhorias e reordenação, incluindo tipos de visualizações de dados, formas, cores, posicionamento (layout). Mas principalmente foram inseridas novas visualizações de dados que indicavam insights e ações para ajudar os tomadores de decisão. Lembrando que essas visualizações dados não necessáriamente estão em dashboards, elas podem estar em mensagens via e-mail, ou mesmo breves narrativas textuais.

Metodologias Ágeis utilizadas para planejamento do Data Storytelling

As metodologias ágeis utilizadas para o planejamento do Data Storytelling, ajudam no processo de análise de dados, possibilitando mais assertividade e realmente realizar o trabalho que precisa ser feito. A comunicação dessas informações é fundamental, pois também estará relacionada com as perguntas chaves. Sabemos que tudo funciona quando após conclusão do trabalho, novas perguntas são feitas. E o ciclo da análise de dados continua.


Stéfano Carnevalli é Data Storyteller e realiza pesquisas com tecnologias imersivas para apresentação de história de dados. É autor do Livro “Data Storytelling, planejando e contando a história dos dados” publicado pela Editora CRV.

Livro Data Storytelling
Stéfano Carnevalli – Data Storytelling

Compre na AMAZON ou EDITORA CRV

Leia também: Planejando o Data Storytelling

Cursos Data Storytelling e Data Literacy

Treinamentos Corporativos

SYMPLA – cursos com aulas ao vivo e on demand

Udemy – Aulas gravadas com arquivos e exercícios práticos

Cursos e palestra para empresas envie uma mensagem para stefano.carnevalli@datastorytelling.com.br ou pelo linkedin